quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

PEQUENO, MAS SINCERO


Bizarro! Você liga a televisão ao meio-dia e aparece aquela mulata (belíssima, por sinal) sambando com os peitos e mais alguma coisa “de fora” com aquele gingle mais do que manjado “...na tela da TV no meio desse povo...” Putz, já é carnaval.

Um dia desses, eu e minha mãe estávamos conversando sobre corpos e plásticas, assunto bem pertinente ao carnaval dos últimos anos. Para a minha surpresa, a minha progenitora me disse que eu deveria colocar silicone para não ficar muito fora da moda. Como diária a Vera Verão: ÊÊÊÊÊÊÊÊPAAAAA!!!!!

Que eu não tenho peito eu sei, mas também não quero apelar para plástica. Em primeiro lugar, ter seios pequenos não é um defeito, e sim uma característica. Porque a mídia insiste em taxar certas características como defeitos?

Olha só, vamos analisar devagar. Quem nunca viu a sessão de certo e errado naquelas revistas femininas? Você já leu o critico de moda elogiando uma garota que tenha pernas grossas e quadris largos como, aliás, é uma característica linda e feminina que poucas mulheres, além das brasileiras possuem?Eu não sei o que acontece. Na moda as meninas têm, por obrigação, que ser magrinhas. Isso porque as roupas que os estilistas produzem serão vestidas por qualquer uma das modelos e se todas são magras a chance de não servir é bem reduzida. É claro que esse padrão deve ser mantido, mais pela facilidade que ele proporciona aos profissionais do que por qualquer outra coisa.

Mas espere aí, eu não sou modelo, e sinceramente gosto do meu corpo. Eu adoro ter cintura fina, perna grossa e bumbum grande. Sim, au assumo que gostaria de ter seios fartos saltando do decote, mas não vou aderir à moda, e não vou entrar na faca por isso!

Pequeno, mais sincero!

Um comentário:

Camila disse...

Uma pessoa (cujo nome, sinceramente, não merece ser citado) disse-me algo tão verdadeiro e completo em si, que talvez tenha sido uma das poucas coisas que vale a pena lembrar das nossas francas conversas: "... não importa se é grande ou pequeno... importa se vai caber com perfeição na mão de quem vai segurá-lo!!!