quarta-feira, 9 de julho de 2008

DEIXANDO PEGADAS...

Salve, salve o feriado de quarta! Várias novas para contar.

Peguei duas DPs e vou me utilizar do método moderno de aprendizado oferecido pela minha faculdade, intitulado PLA (Período Letivo Alternativo). A metodologia consiste em dar em uma semana a matéria do semestre inteiro, aí o aluno se livra da DP e a faculdade ganha em uma semana o que ganharia em um semestre. Bacana né?

Estou curtindo uma paixão aí... por mim! A minha vida está realmente numa fase muito boa. Trabalhando em uma empresa bacanérrima, ganhando bem, em férias e prestes a terminar a faculdade, enfim, livre, leve e solta... Vou abraçar o mundo!!! HA, HÁ, HÁ! Essas fases de auto-estima alta são ótimas!

 ‘trip to Canadá’ em fevereiro, e o retorno às aulas de violão e dança do ventre adiadas para sab-se lá eus quando... é, acho que não vou abraçar o mundo TODO não...

Já não sei se quero namorar. Saí com uma pessoa muito bacana nesse fim de semana, e seria legal namorá-lo, porém, creio que não estou na ‘vibe’, como diria uma amiga. Acho que o que me fez pensar que queria namorar era a carência afetiva... como a minha crise de baixa auto-estima passou, a vontade de me apegar também se foi com ela. Estou mais voltada para projetos pessoais que não incluem um relacionamento sério.


E também há o medo de magoar. Já pensou se eu estiver namorando e de repente virar para o cara e falar: “Olha, está tudo muito bom, está tudo muito bem, mas eu estou indo embora para a América do Norte. O meu prazo mínimo de estada é 1 ano e o máximo, só Deus sabe...” Se não quero magoar ninguém, nem tão pouco me mgoar. O melhor é não envolver nenhuma pessoa na loucura da minha vida, pelo menos agora.

E ademais, não quero correr o risco de me apaixonar. Vai saber.... e se me der uma louca e eu resolver abdicar dos meus sonhos... nem pensar! A trilha sonora para a minha vida agora é aquela música do Fábio Júnior que, aliás, foi muito bem regravada pelos Raimundos. Segue trecho:

“Nem por vc nem por ninguém
Eu me desfaço dos meus planos
Quero saber bem mais que os meus vinte e poucos anos...”


Pode soar radical, mas a vida é feita de escolhas, e agora eu me fechei para balanço. 

Estou com uma preguiça de fazer o meu TCC que só vendo... Ai, ai...

No mais, tudo na mesma. As cantadas do segurança do Flat chique perto do meu trabalho continuam pontualíssimas, acontecem todos os dias pela manhã, precedidas por um “bom dia!”. Os almoços divertidos com o pessoal do trabalho acontecem, mas agora não mais no América ou outros lugares onde eu gastava, em média, 30/40 pilas, afinal, tenho que economizar... As cochiladas continuam nas reuniões (não é nada fácil acordar às 5 da matina!!!), eu continuo a mesma casca-grossa, mas ao menos estou aprendendo a ouvir as pessoas, também, já não era sem tempo...

Voltei a escrever em um diário de papel. Estava sentindo falta de fazer a caneta correr pelas folhas... Além disso, há coisas que eu só conto mesmo para o meu diário.

Continuo deixando as minhas pegadas na areia...

2 comentários:

Huguinho disse...

Puxa, as dps tiveram uma grande participação na minha vida, todo semestre pegava uma ou algumas e espero não pegar mais porque agora é o último. Lá no Mackenzie não tem programa alternativo nenhum e perdi a bolsa por causa delas. Assisti a 1ª temporada do Heroes, só que em dvd, não tenho TV a cabo.
Também sou adepto do "Eu me amo, eu me amo, não posso mais viver sem mim".
Meu último texto no meu blog foi sobre relacionamento (na verdade, vivo escrevendo sobre relacionamentos que não tive e não sei se vou ter), quando der, passe lá.
Alguém me falou uma vez que temos dois ouvidos para ouvir mais e uma boca para falar menos.
Abraços!!!

Kimera Kenaun disse...

uhu!

boa sorte na nova fase, denise =)

bjos